O estilo

O estilo é algo pessoal. Ele é a nossa identidade literária.  Define-nos porque reflecte a nossa forma de pensar e de nos expressar. Quando lemos Proust ou Celine, somos imediatamente capazes de fazer a direrença entre os dois autores. O primeiro usa frases longas, enumerações, muitas metáforas e o segundo está mais na oralidade. O tradutor, como co-autor, deve manter o estilo. Mas como este exercício é individual, não existe uma unica e perfeita tradução. O mesmo texto traduzido por vários tradutores dará tantas versões diferentes quanto houver tradutores. Todos dirão a mesma coisa, todos serão fiéis ao pensamento do autor, mas cada um terá um estilo distinto e exclusivo. A tradução só pode vir do valor intrínseco do tradutor.

Disse Intrinsèque (intrínseco)? Que estranho?!

Deixe uma resposta

seven + three =